Família protesta após três meses de sumiço das filhas de casal encontrado morto em Pedrão

Foto: Reprodução / Facebook

Faz três meses que estão desaparecidas as filhas de um e cinco anos de um casal que foi encontrado morto (leia mais) em um matagal no município de Pedrão, região do Litoral Norte e Agreste baiano.

De acordo com o G1, nesta sexta-feira (28) familiares fizeram uma manifestação em Valéria, bairro de Salvador onde mora a família do pai das meninas, para pedir agilidade nas investigações. “É só olhar para a gente, para a situação que a gente está vivendo, para saber a dor.

Só essa dúvida da gente não saber se está viva, se está morta, se está sofrendo, se estão maltratando, se está em cativeiro. Está doendo. Cada dia que passa fica pior”, declarou a avó paterna das crianças, Maria Lúcia dos Santos.

A Polícia Civil ainda não tem informações sobre o paradeiro das meninas. “São crianças que são inocentes. Não tá aqui se falando de pai ou de mãe. Tá se falando das duas crianças. Eu sei que tem inteligência na polícia para desvendar isso aí. Eu quero minhas netas”, falou o avô paterno das crianças, Roberto Luís.

Do BN

Leia também Outras notícias